Tread lightly and have an A1 day!

Dica do dia: se você estiver sem o que fazer, lave o seu carro.

Isso mesmo, vai lavar seu carro! É o mínimo que você pode fazer, minha filha. Aquela poeira não vai sair de lá sozinha… E quem sabe isso não te motiva a leva-lo para desamassar e tirar aquela tinta amarela da porta traseira? (resquícios de um inesquecível encontro do seu carro com a coluna do Millennium Shopping)?

Chegue a sua casa com esse propósito. Afinal, é importante manter a ideia viva durante todo o trajeto trabalho-casa, para que ela não morra quando você chegar e olhar para o vídeo game.

Procure no Google “como lavar carro” e observe as instruções. Mas não acredite em tudo o que está lá, confirme as informações com o seu cunhado que sabe tudo sobre carros.

Separe o material e comece antes que dê preguiça!

A ideia é fazer desta tarefa um conjunto de objetivos a serem finalizados, quais sejam:

– deixar o carro limpo;

– fazer bom uso da sua tarde;

– obter o efeito terapêutico que só uma atividade braçal consegue te dar (depois de passar o dia com o cérebro voltado para o processo civil, você precisa de um tempo para não pensar!);

– economizar 20 reais (pense no vídeo game que você tem que pagar);

***

Deixei minha cadela peluda andar pelo pátio molhado enquanto eu trabalhava, sem pensar na sujeira das patas quando ela pisava na água suja, mas apenas na satisfação de tê-la ali por perto dividindo o momento. Fiquei imunda e o carro, lindo.

Ao terminar, eu me senti bem melhor.

É porque veja bem, eu tenho uma séria dificuldade em terminar coisas. Já falei disso aqui. Sempre começo, nunca termino. Adoro criar, mas não consigo concretizar. Talvez fazer essas atividades que exigem um fim imediato (do contrário, seu carro fica sujo ou manchado ou sei lá) acabam me impulsionando a fazer as coisas que eu tenho que fazer…

E olha, deu certo. Depois de 82947 anos, estou escrevendo aqui novamente. Não é minha intenção fazer desse blog uma coisa passageira. Escrever faz bem, todos deviam tentar. Mas como todas as outras coisas dessa minha existência, ele já está(va) ficando de escanteio.

Existe um verdadeiro abismo entre querer fazer e fazer. Chegar a essa conclusão foi uma das coisas boas de 2013. Em 2014, espero encontrar algo maior que isso. Mas se não encontrar, pelo menos já sei que posso abrir um lava-jato e serei bem-sucedida (pode chamar o lava-jato de A1? #breakingbadforever).

Hoje me senti bem Grifinória: tive corajem. Tava raro esse sentimento aqui dentro…

Só mais uma coisa… As costas ficam destruídas. Mas dane-se. Trabalhar faz bem…

E aqui fica a deixa para um próximo texto de auto-ajuda post.

a1day

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s